10/04/2018 marketing-experimental-no-ponto-de-venda-como-usar-em-imobiliarias.jpeg

Nos dias de hoje, sai na frente quem consegue proporcionar ao cliente a melhor experiência possível. Para isso, esforços devem ser concentrados em todas as etapas do marketing, do digital ao offline.

Uma das maneiras mais efetivas de se otimizar a experiência do usuário é permitindo que ele vivencie situações, estimulando seus sentimentos e percepções. E é justamente esse o objetivo do marketing experimental, tema do artigo que você lê agora. Vem com a gente!

O que é marketing experimental?

O marketing experimental tem como foco a experiência e as emoções do cliente. Uma vez que o novo consumidor possui um perfil cada vez mais antenado no contexto da empresa e nas causas defendidas por ela, proporcionar experiências que conectem o serviço ou produto oferecido às emoções do potencial cliente torna-se um importante diferencial na jornada de compra.

No entanto, para atingir com sucesso o objetivo da ação, é necessário escolher em que ponto tocar e definir, a partir dele, a melhor estratégia de aproximação, garantindo a imersão do público-alvo na experiência proporcionada.

De que forma ele pode ser utilizado?

O marketing de relacionamento pode ser utilizado a partir de diferentes estratégias. Veja:

Sentimento

No marketing experimental com foco no sentimento (conhecido como marketing emocional), o grande objetivo é despertar sensações afetivas nas pessoas. Nessa estratégia, é comum lançar mão de elementos repletos de simbolismo, para remeter a uma época, um sonho ou um desejo.

No mercado imobiliário, uma experiência voltada à emoção poderia ser a montagem de um cômodo no estilo “casa de vó” no ponto de vendas, para despertar nostalgia e afeto nos visitantes.

Percepção

Aqui, estão envolvidos diretamente os cinco sentidos. Em uma ação de marketing de experiência voltada à percepção, vale evocar cheiros, sons e sabores com o intuito de gerar vínculo entre a empresa e o cliente.

Sabe quem executa muito bem ações de marketing de percepção (ou sentidos)? A Coca-Cola. Com boas intervenções, a marca conseguiu gerar identificação com sons e sensações.

Ação

Nesse braço do marketing experimental, o foco são as vivências físicas. Ações que seguem esse viés estimulam que o público tome decisões, faça movimentos.

Imagine, por exemplo, uma casa aberta à visitação, na qual o visitante fosse levado a tomar decisões na medida em que fosse adentrando os cômodos? Está aí um exemplo de ação de marketing voltada ao comportamento.

Relacionamento

Esse modelo tem como objetivo estreitar a relação entra a marca/empresa e o consumidor.

Aqui, valem investimentos em experiências que mostrem ao potencial cliente que ele e seu negócio têm muito em comum, e que, por conta desse aspecto, uma compra ganha um sentido mais amplo do que apenas uma transação financeira, tornando-se o início de uma verdadeira aliança.

Por que o marketing experimental torna sua estratégia diferenciada?

Com todos os exemplos acima, já dá para imaginar o quanto uma empresa pode ganhar investindo em marketing experimental, não é mesmo?

Pois preparamos uma lista com mais alguns argumentos que comprovam que investir em experiências no segmento imobiliário é otimizar a jornada do cliente. Confira:

Inovação

Apesar de ser uma estratégia diferenciada e com grande potencial de popularização e geração de mídia espontânea (se bem executada), a ação de experiência no marketing ainda não é muito utilizada, especialmente no segmento imobiliário.

Isso faz com que você saia na frente da concorrência e seja um dos primeiros a se diferenciar!

Sensação de pertencimento

Quando falamos em mercado imobiliário, estamos lidando com emoções intensas e um alto rigor na escolha, já que, em muitos casos, trata-se da busca pelo local que será chamado de “lar”.

Investir em ações sensoriais, que estimulem reações como nostalgia e afeto, proporcionam ao cliente a sensação de pertencimento, facilitando a criação do vínculo que, geralmente, levará à venda.

Integração entre o marketing digital e o offline

Em termos práticos, o marketing de experiência é uma excelente maneira de integrar ações online e offline de sua empresa. Com as redes sociais, é possível estimular interações, pedidos, comentários e compartilhamentos dos registros das ações, além de gerar alinhamento entre a linguagem adotada pela empresa, tanto no conteúdo oferecido quanto na própria intervenção.

Investir em marketing experimental torna sua estratégia ainda mais completa e com maiores chances de sucesso.

Agora que você já sabe sobre essa alternativa, que tal conhecer 5 benefícios que o CRM traz para o seu negócio?

Veja também:

Comente este artigo:

comentários